sábado, 30 de maio de 2009

A inutilidade da física

Hoje, quando eu estava voltando da escola, sim, eu fui para a escola em pleno sábado, mas enfim... Quando eu estava voltando, ouvi o homem comentando com o outro: “Nessa vida agente tem que aproveitar, antes que ela se acabe!”. Concordo plenamente. Mas cá entre nós, acho que tem horas que chegamos a desperdiçar a nossa vida, com coisas inúteis. Quer um exemplo?
Meu amigo, pra que diabos você vai querer saber de movimento uniformemente variado, aceleração centrípeta, vetores não sei de que... A única coisa que eu quero é ter uma profissão que eu gosto (que eu ainda não sei qual é, mas tenho certeza que não envolve física), me casar com quem amo (que por acaso também não conheço – até agora - nenhum cristão que eu possa amar o suficientemente para me casar), e depois, quando minha vida profissional e amorosa, estiverem estabelecidas quero ter o meu filho, um cachorro e 4 carros – sonho. E pra ter o meu emprego, meu marido, meu filho, meu cachorro e meus quatro carros eu preciso passar 50 minutos todo dia escutando Plínio falar de movimento circular, de vetores, de aceleração não sei de que?! Desculpa Plínio, não é nada pessoal, mas tipássim: Pôw, você ensina física! É quase uma OBRIGAÇÃO eu te odiar! Mas deixando Plínio de lado...
Pra que eu tenho que ir pra escola todo dia pra aprender que o nitrogênio é fixado pelas bactérias e fungos formando a amônia, essa amônia é quebrada, uma parte dela é nitrificada formando nitritos e nitratos, que vai ser com para o produtor, e sendo bom para o produtor é bom para toda a cadeia alimentar, e essa cadeia vai ser decomposta formando amônia de novo. A outra parte da amônia, novamente o nitrogênio. Sem comentários sobre isso.
Todas essas matérias – ridículas e inúteis – causam certo stress. Tomam o seu tempo inteirinho, porque você tem que estudar. Bom, acabamos nos tornando meros repetidores de informações. Agora já chega de falar de escola, hoje é sábado e escola é terminantemente proibido. No próximo post eu falo sobre as orações subordinadas. Porque cá entre nós, quando vamos falar – ou digitar no caso – nunca vamos digitando e avaliando a frase. Bom, pelo menos eu não faço isso.

Por Victória Vieira que tem que estudar física hoje (sabado), aff... ;x

7 comentários:

' Joseαne Costα* disse...

' Olá Victória, saudades daqui e vc tbm nunca mais me visitou neh?! ;(

Passando pra te deixar meu carinho^^

bjoo's no ♥

Josy*

Zinhα disse...

Viiika !
kkkkkkkkkkkkkk,
eu vou ter que lhe contrariar ...
Eu acho a Física fascinante, mas vou concordar na parte em que a gente não precisa desses detalhes idiotas pra a vida ... Informações inúteis !
beeeijo :*

M. disse...

eu ñ quero t ofender + acho q vc tah sendo mto hipócrita.

Odeio física, até aguento mat, + ñ física, e fico escrevendo durante a aula inteira e me ferrei na prova d quinta. XD
Mas a vida dá voltas e voltas e todo trabalho tm coisas q a gnt ñ gosta e vc pode acabar 1 trabalho q envolva física, 100 contar q vc vai ter q saber todas as drogas pro vestibular (se, na época q vc for pra faculdade ainda ñ estiver valendo o novo enem + msm esse ainda pede física).
Biologia é ainda + importante do q física (ou pelo menos acho q é) pq enquanto vc aprende d nitritos em nitratos vc aprende detalhes q podem salvar a floresta amazônica. Aprender sobre cadeia alimentar é importantíssimo pra entender como um meio ambiente funciona e ñ prejudicá-lo, e se vc algum dia for dona d uma grande fazenda esse negócio de transformar nitritos em nitratos vai vir bem a calhar. ;)

Nathy disse...

Afe!! Tô nessa com vc!!! Também detesto física e sempre detestei. Já estressei muito estudando. Mas te dou um conselho....estude tudo mque tem q ser estudado e depois vai esfriar a cabeça fazendo aquilo que gosta. É sempre bom!!! rsrsrs. Beijos.

M. disse...

eeei, resposta ao seu comentário lá no blog. ;)

O próximo post vai ser sobre isso que você falou, sobre a parte inútil do que as escola ensina se vc quiser eu t envio quando eu postar (talvez eu poste até hj pq durante a semana não vou ter tmpo).

Flor disse...

huahuahau,quando o mundo acabar,e a humanidade morrer com as pragas que criamos,concerteza a fisica,a quimica,matemática,filosofia,e tantas outras teorias e assuntos que enxergamos como dispensáveis,servirão mais uma vez para a nossa evolução,sem esse tipo de conhecimento não somos nada.rs.Beijão e agradecida pela presença no subentendido,bye.

Priscila Rôde disse...

Oi!!
Achei seu blog, e gostei muito!

Quando eu ainda estava na escola, eu dizia a mesma coisa, e NÃO MUDEI de idéia!
É puro gosto, e isso não se discute, e eu concordo com você!
Espero que descubra logo o seu dom, e possa estudar aquilo que realmente gosta, é muito bom isso, dá um prazer enorme!
Bom,parabéns pelo blog e pelo post!